Fonte da Juventude: onde encontrá-la?

Acho que começo falando um pouco de coisas que sempre estiveram na memória e nas discussões familiares e entre amigos. Quem não ouviu falar, ou não desejaria encontrar a famosa “Fonte da Juventude”? De acordo com a mitologia greco-romana, ela seria um rio que saia do Monte Olimpo e passaria pela Terra, capaz de oferecer imortalidade aos homens. Muitas civilizações apontam para essas chamadas águas milagrosas, capazes de rejuvenescer sem precisar das famosas cirurgias plásticas corretivas realizadas pela medicina moderna de hoje.

Lembrei-me de alguns textos que li na Bíblia quando jovem que tratavam da questão. No livro Provérbios, por exemplo, no Cap. 15, Vers. 13, li que: “O coração alegre aformoseia o rosto, mas, pela dor do coração, o espírito se abate”.

A partir dessa afirmação, comecei a pensar que a fonte da juventude não está tão distante das pessoas, ou em algum lugar impenetrável, como sempre se pensou. Parece-me que a juventude não é uma questão apenas de idade apenas. É importante nutrir o espírito que pode nos dar ânimo para vencer o dia a dia, dessa maneira, ainda que os anos passem, as experiências nos farão entender que será possível vivê-los bem e com alegria, com um espírito juvenil que transcende a mera realidade. Ao esquecermos isso, a vida fica chata, retrógrada, reclamamos de tudo e nada estará bem.

Thomas Mann disse que: “ser jovem quer dizer ser original, conservar-se próximo das fontes da vida, erguer-se e sacudir as amarras de uma civilização obsoleta, ousar o que outros não têm coragem de arriscar, e saber voltar a imergir”. Sendo assim, podemos afirmar que a fonte da juventude está na nossa “mente” que determina de certa forma o modus operandi da nossa vida.

Então, dar um toque de originalidade na vida torna-se fundamental para criar um processo de rejuvenescimento. Vocês podem até estar pensando que estou falando sobre isso porque passei dos 50. Nada disso; escrevo, pois esse espírito juvenil, que acredito ainda ter, empolga-me para brincar com os filhos, com os netos, com os alunos, me faz estar preparado para assistir filmes adolescentes e filmes culturais, divertindo-me com bastante sensibilidade e emoção que os anos vão aperfeiçoando.

Ou seja, o sorriso pode continuar existindo, e para que você se sinta bem é preciso mergulhar nessa “Fonte da Juventude” interior, capaz de nos renovar a cada dia, tornando-nos pessoas saudáveis, lutadoras, críticas, pensadoras e felizes, estando bem conosco mesmo, para, depois, estar bem com o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *